Livro: Diário de um Líder

Olá, pessoal

diariodeumliderQue tal falarmos um pouco sobre “Liderança”?

Luciano Pires, escritor, palestrante, “personal trainer de fitness intelectual”, como ele se define, escreveu o livro “Diário de um Líder”, o qual tive o prazer de ler.

É um livro pequeno, que pode ser lido num final de semana, e que, mais do que falar de liderança, nos estimula a PENSAR grande, a sair da mediocridade. É um apanhado de muito o que ele diz em suas palestras e vídeos, escrito de forma bem-humorada e provocativa.

Vamos a algumas coisas interessantes:

ISCAS INTELECTUAIS

O livro é uma coleção de “iscas intelectuais”, nome criado pelo autor para pequenas provocações que visam colocar nosso cérebro para funcionar.  Portanto, o que vemos no livro é uma série de pequenos capítulos que nos fazem refletir sobre vários assuntos como: ambição, responsabilidade, valores morais, ousadia, engajamento, humildade, entre muitos outros.

Luciano mantém o site Iscas Intelectuais, onde estão dezenas de vídeos interessantes. Vale a pena conferir.

NÃO HÁ LIDERANÇA SEM CULTURA

Luciano diz que “liderança sem cultura é chefia”. E “cultura” neste contexto é algo bem mais abrangente, formada por quatro áreas:

  • Expressão: idioma, artes, mídia, folclore e literatura.
  • Cidadania: política e organização social.
  • Educação: escola forma e aprendizado informal.
  • Comportamento: relações humanas, com o meio ambiente, com o trabalho, com o mundo, com a religião, etc.

DEFININDO LIDERANÇA

Liderança é a habilidade de inspirar e provocar as pessoas a fazer acontecer

Onde:

  • Liderança: pode ser desenvolvida e depende de um contexto (na selva, um índio analfabeto pode ser um líder melhor que um executivo).
  • Habilidade: grau de competência, capacidade como se persegue um objetivo.
  • Inspirar: transmitir inspiração, dar às pessoas uma força interior permanente.
  • Provocar: mexer com os brios, tirar as pessoas da indiferença.
  • Fazer acontecer: praticar uma ação, terminar o que se começa.

ATRIBUTOS DE UM LÍDER

A primeira metade do livro é formada por vários atributos de liderança. Cito abaixo quatro das iscas intelectuais dessa parte, entre mais de vinte:

  • Líder verdadeiro é o que jamais se conforma com o status quo, que não teme ser chamado de subversivo e, como um vigia, tem coragem de apertar o botão de alarme.
  • Líderes verdadeiros jamais se contentam com zero a zero. Isso é placar de quem tem medo.
  • Líder é quem prefere, em vez de afirmar “porque não!”, perguntar “por que não?”.
  • Líder é aquele que chama para si a responsabilidade, mesmo que seja com um “não sei, mas vou descobrir”.

HISTÓRIAS INTERESSANTES

A segunda metade do livro é formada por relatos de histórias ocorridas ao longo da carreira do autor e que, segundo ele, o ensinaram lições sobre liderança. Deixo também quatro iscas desta parte:

  • Seja o cliente que você quer ter.
  • Existe um limite após o qual a tolerância deixa de ser virtude.
  • Somos parte do rebanho mas não temos que nos conformar com isso.
  • Tome a dura por aquilo que você fez e não pelo que deixou de fazer.

Por tudo isso e por muito mais que o livro apresenta, considero a leitura recomendadíssima. Para quem já pensa grande, vai ser gás extra de motivação. Para quem está aí meio “dormindo”, com o cérebro devagar, conformado com tudo, esse pode ser o “momento do despertar”.

Recomendo também conferirem todo o conteúdo do autor, como artigos, podcasts (Portal Café Brasil) e os vídeos do Iscas Intelectuais, mencionado anteriormente.

Fora mediocridade!

Até a próxima.

Anúncios

5 comentários em “Livro: Diário de um Líder

  1. Olá meu caro Robson,
    Mais um dos seus posts que eu curti em ler. 😉

    Particularmente gostei desse trecho:
    “Tome a dura por aquilo que você fez e não pelo que deixou de fazer.”
    Procuro ter essa prática na minha vida, apesar de parece um tanto clichê.
    E em minha opinião líder não é imposto por um cargo e sim por atitudes.

    Abraços.

    1. Olá, Desirée

      O livro é justamente uma bela fonte de várias dessas atitudes que fazem uma pessoa ser (ou estar) líder. Temos que ler, reler e buscar a prática o tempo todo.

      Obrigado pela audiência 🙂
      []s

  2. O líder é alguém reconhecido naturalmente por aqueles que são liderados. O chefe é imposto.
    Mesmo uma equipe não tendo chefes nem líderes o último sempre emerge de forma natural. É aquele que numa reunião se adianta e fala pela equipe com a concordância de todos.
    Um gerente ou chefe usará a pressão, o medo, a coerção e a punição para que as pessoas trabalhem. O líder como bem colocou ai vai inspirar e vai estar na linha de frente junto com seus colegas sendo somente o primeiro entre iguais. Vai assumir a responsabilidade no fracasso enquanto um chefe vai buscar em quem colocar a culpa para se salvar prejudicando seus próprios colegas.
    Resumindo o líder é trabalhar de forma natural e o chefe faz trabalhar de forma forçada. Um é uma força positiva e o outro uma negativa.

Participe! Vamos trocar uma ideia sobre desenvolvimento de software!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s